Comportamento

Como fazer um plano de negócios: confira 4 dicas

4 dicas para fazer um plano de negócios de sucesso
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

Viajar sem mapa pode até ser uma aventura divertida, mas, se você quer chegar ao destino com segurança, é melhor traçar o caminho com antecedência. O mesmo ocorre no empreendedorismo: quem abre uma empresa precisa elaborar um plano de negócios, instrumento que ajuda a enfrentar os desafios do mercado. Vamos aprender mais sobre o assunto?

O que é um plano de negócios?

O plano de negócios é um documento que traz informações detalhadas sobre a empresa. Ele inclui desde a missão e os objetivos do empreendimento até uma análise dos pontos fortes e fracos.

O objetivo é identificar com antecedência quais serão os desafios naquele mercado. Assim, é possível antever erros e elaborar estratégias para evitá-los.

Voltando à comparação com o mapa de viagem, é como se o gestor já soubesse de antemão onde ficam os buracos da estrada. Desviar deles significa seguir adiante sem perrengue. Já quem não conhece a rota pode atolar ou furar um pneu, gerando atrasos e gastos extras.

Dica: 5 dicas para quem quer abrir um negócio

Por que é importante ter um plano de negócio para a empresa?

O plano de negócios não acaba completamente com os riscos, mas é importante para elevar a segurança na jornada. Com ele, fica mais fácil administrar a empresa, já que as ideias permanecem organizadas e há um planejamento de como atingir as metas.

Esse documento também revela a real dimensão do projeto. Por exemplo, você consegue entender quanto custa manter as portas abertas, que tipo de qualificação exigir dos funcionários e quais investimentos são necessários para melhorar a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos.

Dica: 6 passos para você montar o planejamento financeiro empresarial

Como elaborar um plano de negócios

Mas, finalmente, quais informações devem constar num plano de negócios? Nós separamos alguns tópicos indispensáveis para inspirar você. Confira:

Sumário executivo

Aqui vêm os dados básicos sobre o empreendimento, a começar por missão, visão e valores. Vale descrever quem é o público-alvo, quais são os produtos ou serviços oferecidos e qual é o perfil de colaboradores desejado (o que aprimora os processos seletivos).

Ainda, é válido relatar o investimento total e o enquadramento tributário do negócio.

Análise de mercado

Aqui, o foco está em entender quem são os clientes – faixa etária, gênero, poder aquisitivo, por exemplo. Junto a isso, você deve conhecer a concorrência e os principais fornecedores do segmento. Dessa forma, é possível perceber quais são as demandas de consumo que ainda não foram atendidas, ou seja, quais são as oportunidades para você se estabelecer no mercado.

Plano de marketing

Dentro do plano de negócios, o planejamento do marketing consiste em descrever as estratégias para o público conhecer sua marca. Como a clientela vai saber que a loja existe? Como impulsionar as vendas? O preço praticado está de acordo com aquilo que as pessoas podem pagar? Essas são algumas questões a responder.

Plano operacional

Nesse ponto, você descreve o dia a dia do empreendimento. É essencial saber os processos internos: quanto tempo demora para um produto ficar pronto, como será a logística da entrega e por aí vai. Esses informações servem para planejar tudo, dos itens que não podem faltar no estoque ao treinamento das equipes.

Planejamento financeiro

Obviamente, todo empreendimento tem custos. Entram na lista o investimento em equipamentos e insumos, os gastos com água e energia elétrica, a folha salarial, o capital de giro, os impostos… Todas as despesas devem aparecer em detalhes no plano de negócios.

Esses dados permitirão a você calcular o faturamento necessário para sustentar a operação.

Análise do cenário

Para completar, lembre-se de que uma empresa não é uma ilha isolada do mundo, pelo contrário. O cenário externo pode afetar bastante as vendas.

Reflita sobre os fatores de risco à sua lucratividade. Por exemplo: se você vende pamonha, uma seca pode prejudicar a produção de milho e encarecer os ingredientes. Já se seu negócio é organizar formaturas, haverá meses de trabalho intenso e outros mais fracos, pois esses eventos dependem do calendário acadêmico.

Dica: Entenda a importância de fomentar a economia local entre empresas

4 dicas para fazer o plano de negócios da empresa

Devemos admitir que a elaboração de um plano de negócios parece trabalhosa, não é mesmo? Porém, vale reiterar: investir alguns dias no planejamento é bem mais seguro que lidar com surpresas ao longo do caminho.

Por isso, separamos algumas orientações finais:

1. Tenha objetividade. Não precisa escrever um documento pomposo e cheio de firulas. A informação deve ser simples e direta.

2. Pesquise o mercado. Os hábitos de consumo podem mudar. A concorrência, idem. Fique alerta às tendências do seu nicho de atuação.

3. Examine os dados. Quem abre uma empresa às vezes tem uma ideia na cabeça, mas a realidade se mostra diferente. Em vez de seguir um planejamento fixo, aproveite as informações que você aprende no dia a dia para se adaptar às mudanças.

4. Atualize o plano de negócios. Esse sistema pode (e deve) ser revisado sempre que houver necessidade. Afinal, por mais minucioso que seja o mapa, sempre há um cantinho da estrada que só viajantes experientes conhecem.

Gostou? Esperamos que o conteúdo de hoje tenha sido útil. Siga de olho no blog da Cresol para mais informações sobre empreendedorismo e educação financeira. Juntos, podemos trilhar um caminho de prosperidade.

Categorias: Comportamento , Educação Financeira