Comportamento

Conta PJ: conheça os benefícios para sua empresa

Conta PJ: conheça os benefícios para sua empresa
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

Se você tem o próprio negócio ou está pensando em trilhar o caminho do empreendedorismo, precisa se profissionalizar. Em termos financeiros, por exemplo, a regra de ouro consiste em separar as despesas pessoais das profissionais. Nesse aspecto, vale a pena abrir uma conta PJ. Já ouviu falar?

O artigo de hoje vai explicar como funciona a conta corrente de pessoa jurídica, quem pode utilizá-la e quais são as vantagens de recorrer a ela. Fique conosco!

Pessoa jurídica: o que significa?

Todo cidadão é considerado uma pessoa física, identificada pelo número do CPF. O documento, aliás, é necessário para abrir uma conta pessoal no banco.

Porém, quando uma ou mais pessoas físicas resolvem formar uma entidade, elas dão origem a um pessoa jurídica. Esse termo designa desde empresas privadas até fundações, igrejas, partidos políticos e associações sem fins lucrativos.

Para formalizar a organização, é preciso registrá-la no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Também será obrigatório pagar os tributos previstos em lei, de acordo com a natureza do negócio.

Dica: Entenda a importância do empreendedorismo feminino

Conta PJ: o que é e como funciona?

A conta PJ é uma conta corrente destinada a pessoas jurídicas. Vem daí a sigla PJ, como você deve imaginar.

Em vez de estar atrelada a um CPF, a conta bancária fica vinculada a um CNPJ ativo (isto é, em funcionamento). Ela pode ser aberta em qualquer instituição financeira que ofereça a modalidade, tanto por um dos sócios da empresa quanto por um representante legal.

Apenas pessoas autorizadas podem realizar movimentações financeiras com a conta PJ. De qualquer modo, o funcionamento é bastante similar ao de uma conta pessoal, sendo possível sacar dinheiro, transferir quantias ou efetuar pagamentos.

Também há alguns serviços específicos. A partir da conta corrente para pessoa jurídica, o usuário consegue exportar extratos em arquivo OFX ou CSV, para fins de contabilidade, além de emitir boletos de cobrança.

Dica: Saiba como administrar o capital de giro de sua empresa

Vantagens da conta PJ

Embora nenhuma entidade seja obrigada por lei a ter uma conta PJ, esse vínculo formal com a instituição financeira acaba trazendo diversos benefícios. Vamos a eles:

1. Separação de finanças pessoais e profissionais

Como dissemos no início do texto, a base da boa gestão está em separar o que são despesas pessoais e aquilo que é gasto da empresa. Só que nem sempre essa divisão fica muito clara, especialmente entre microempreendedores individuais (MEI).

Por isso, a conta PJ pode ser uma solução para organizar a contabilidade.

Dica: Gestão financeira para empreendedores sem mistério

2. Centralização das operações financeiras

Falando em organização, nada melhor que ter um espaço único para controlar as entradas e saídas do caixa. Basta centralizar todos os pagamentos na conta corrente jurídica e, pronto, você vai gastar pouquíssimo tempo com balancetes e relatórios contábeis.

Dá para conferir o extrato e, assim, saber direitinho como anda a saúde financeira da entidade.

Dica: Fluxo de caixa: o que é e como fazer

3. Formalização junto aos parceiros comerciais

Devido a políticas internas, algumas instituições só aceitam efetuar pagamento para fornecedores que tenham uma conta jurídica. Dessa maneira, se você pretende oferecer seus produtos ou serviços para grandes empresas, é importante ter uma conta corrente vinculada ao CNPJ.

Isso pode ser um fator decisivo na hora de fechar novas parcerias.

4. Emissão de boletos

Um dos serviços exclusivos da conta PJ é a emissão de boletos de cobrança. O recurso funciona como um meio alternativo para os clientes pagarem as compras. Ele é mais seguro que dinheiro vivo, pois ninguém precisa andar com quantias altas no bolso, e também atende ao público que não usa cartão de crédito.

Dica: Empreendedorismo e os meios de pagamento digitais

5. Taxas diferenciadas

Em comparação à conta corrente de pessoa física, algumas contas do tipo PJ têm taxas de manutenção diferenciadas. Elas ainda oferecem pacotes de serviços específicos ao tamanho e ao segmento da empresa em questão.

Ou seja: tornam-se uma solução personalizada para as necessidades do empreendimento, sem que isso signifique custos extras.

6. Cartão corporativo

O cartão corporativo, para compras no crédito ou no débito, é uma ferramenta bastante prática no dia a dia. Ele também fica vinculado ao CNPJ, então todas as despesas caem diretamente na conta jurídica. Essa é mais uma forma de ter controle sobre as operações financeiras e monitorar os gastos.

Dica: Saiba mais sobre o cartão de crédito empresarial

7. Condições facilitadas para empréstimo

Por fim, empresas que usam a conta PJ mantêm um histórico detalhado de entradas e saídas. Esse registro ajuda a comprovar a sustentabilidade financeira, caso seja necessário solicitar um empréstimo. A instituição de crédito, inclusive, poderá oferecer juros mais baixos, condizentes com a realidade econômica do negócio.

Abra uma conta para sua empresa na Cresol

Gostou do conteúdo de hoje? Esperamos que você tenha aprendido o que é e para que serve uma conta PJ.

Aqui na Cresol, oferecemos soluções financeiras especiais para nossos cooperados, incluindo crédito e investimentos. Conheça os benefícios de abrir uma conta corrente empresarial e venha prosperar conosco!

Categorias: Comportamento , Educação Financeira , Soluções Financeiras