Educação Financeira

Como investir dinheiro: guia para iniciantes

Tempo de Leitura: 3 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo.

Investimentos financeiros são uma maneira de aumentar a sua renda. E não é preciso ter muita grana para começar: basta conhecer os tipos de aplicação e se organizar um pouquinho. Gostou da ideia? Então fique conosco, que hoje vamos explicar como investir dinheiro com segurança.

Por que fazer investimentos?

A intenção por trás do investimento é fazer suas economias trabalharem por conta própria. Você separa uma quantia e ela vai rendendo juros durante um período, de modo que os valores finais sejam mais altos.

Essa movimentação ajuda a construir patrimônio. Você se liberta do aperto que é viver do salário no fim do mês ou do trabalho autônomo, sempre instável. Com uma fonte extra de ganhos, dá para concretizar diversos sonhos, como adquirir imóveis, pagar os próprios estudos ou realizar uma viagem. Parece ótimo, né?

Dica: Qual é a importância de fazer investimentos? Confira!

Como começar a investir?

Investimento requer disciplina, paciência e foco em objetivos específicos. Veja o passo a passo:

1. Defina seus objetivos

Primeiro, pergunte-se por que você precisa da grana. É para reformar a casa? Ou para abrir um novo negócio?

Sabendo o que você quer fazer, fica mais fácil calcular quanto dinheiro será necessário. Aí, é possível escolher o investimento mais adequado, ou seja, aquele que trará o retorno financeiro esperado.

Dica: Como fazer investimentos corretamente para alcançar metas e objetivos?

2. Faça um planejamento financeiro

Também é necessário manter o controle das suas despesas para não gastar demais. Monte uma planilha e registre todas as compras e pagamentos. Depois, corte o que for supérfluo. O ideal é sobrar pelo menos 10% de sua renda mensal para dar início a uma reserva financeira.

Dica: O novo normal: Como estamos nos habituando às mudanças

3. Livre-se das dívidas para montar sua reserva

Empréstimos? Compras a prazo? Quite todos esses boletos. E nada de contrair novas dívidas, claro. É como se você estivesse limpando o terreno para semear frutos.

Em seguida, vá juntando dinheiro até ter seis vezes o valor de sua renda mensal. Essa quantia será sua reserva para emergências.

Dica: 5 dicas simples para começar a guardar dinheiro

4. Estude sobre investimentos

A reserva existe para imprevistos, como desemprego. Somente após ter o “pé de meia” é que você poderá se aventurar em outros tipos de investimento.

Lembre-se: alguns produtos financeiros não apresentam liquidez imediata, isto é, só dão retorno depois de meses ou anos. Não faz sentido investir em longo prazo sem ter grana para enfrentar o dia a dia.

5. Descubra seu perfil investidor

Ao estudar sobre como investir dinheiro, você descobrirá que existem opções conservadoras e outras ousadas. Quanto mais alto é o retorno prometido, maior será o risco, como num jogo de apostas. Portanto, analise o que é melhor para o seu caso: a rentabilidade modesta, mas segura, dos fundos de renda fixa? Ou a adrenalina de ganhar e perder somas enormes na bolsa de valores?

Para descobrir seu perfil financeiro, acesse educacaofinanceiracresol.com.br e responda o Chat. 

6. Escolha a instituição financeira

Cooperativas de Crédito como a Cresol oferecem produtos financeiros competitivos e personalizáveis. Em vez de acreditar em conversas milagrosas de dinheiro fácil, prefira a credibilidade das marcas consolidadas. 

Leia mais: Saiba como fazer parte de uma cooperativa

7. Diversifique os investimentos

O mercado financeiro defende a máxima de que você deve distribuir os ovos em vários cestos. Dessa forma, se um recipiente cair, pelo menos os demais permanecem intactos. Como nem todo investimento traz o lucro esperado, vale a pena testar diferentes alternativas

Leia também: Diversificar investimentos: saiba como e porque variar as opções

Tipos de investimento para iniciantes

Mas, afinal, quais são as modalidades de investimento mais apropriadas para quem está começando? Sugerimos os fundos de renda fixa, que oferecem maior previsibilidade de ganhos.

As aplicações podem ser prefixadas (oferecem rendimento fixo de X% ao ano) ou pós-fixadas (seguindo as flutuações de algum índice da economia, como a taxa Selic). 

Na Cresol, as opções de investimento possuem liquidez de curto, médio e longo prazo e, ainda, podem ser programadas para o dia que escolher. Conheça mais sobre as soluções da Cresol em cresol.com.br/investimento.

Gostou? Esperamos que o conteúdo de hoje tenha ajudado você a se preparar para investir dinheiro. Quer mais dicas de educação financeira? Siga de olho em nosso blog. Até a próxima!

Categorias: Educação Financeira