Educação Financeira

Como poupar dinheiro sem grandes sacrifícios

Familia guardando dinheiro
Tempo de Leitura: 4 minutos

Pagar todas as contas do mês e ainda ver sobrar uma parte do salário não é a realidade de muita gente. Estima-se que 80% dos brasileiros não conseguem poupar dinheiro e ficam sempre no zero a zero ou no vermelho quando o assunto é finanças. Esse é o seu caso? 

Para te ajudar nessa missão, separamos oito dicas práticas e nada complexas para você começar uma reserva de emergência ou conseguir guardar dinheiro para investir nos seus sonhos e realizar o que deseja. Confira!

Por que poupar dinheiro?

A resposta básica para essa pergunta seria “para não viver sempre no aperto”. Mas, na verdade, o ato de economizar uma parte do valor que você recebe pode te trazer benefícios que vão muito além desse.

Ter uma reserva que possa ser usada em casos de imprevistos, por exemplo, é um hábito que garante tranquilidade. Imagine se a sua geladeira estraga e você precisa deixar de pagar alguma conta para mandar consertar ou comprar uma nova. Não seria uma boa ideia, não é mesmo?

Além disso, é o ato de poupar dinheiro que nos ajuda a fazer, no nosso dia a dia, coisas que a gente quer — uma viagem de férias ou um curso de capacitação — e a realizar os grandes sonhos da nossa vida. Se você tem o objetivo de ter um negócio próprio ou de morar fora do país, por exemplo, é bom ir se preparando para economizar e criar uma reserva para esse fim.

Não vamos dizer que poupar dinheiro é uma tarefa fácil. Mas podemos garantir que é possível e que alguns pequenos hábitos que você pode inserir na sua rotina são essenciais para esse processo.

Dicas para começar a poupar dinheiro

Falar que é possível é fácil. Então, para provar que uma reserva financeira pode estar ao alcance das suas mãos, trouxemos dicas práticas para você começar a poupar dinheiro agora mesmo.

1. Mude alguns hábitos

Os nossos hábitos custam dinheiro e é preciso rever nossos comportamentos para eliminar possíveis desperdícios e identificar onde é possível gastar menos.

Quer ver um exemplo? Sabe aquele delivery que você pede duas vezes por semana ou aquele lanchinho que você faz na rua todos os dias? Eles podem estar te atrapalhando a poupar dinheiro.

2. Faça um planejamento mensal

O melhor amigo da reserva financeira é o planejamento. Você precisa ter clareza do quanto vai entrar e sair de dinheiro no mês para entender o quanto é possível economizar. É somente com esse planejamento que você será capaz de saber o quanto você pode ou não pode gastar, e em que você pode estar gastando mais do que deveria.

Vale ressaltar que é preciso desmistificar essa ideia de que planejamento financeiro é algo complexo. Na verdade, você pode encontrar a forma que se adequa melhor à sua realidade, seja anotando em um caderno, fazendo uma planilha de excel ou usando sites ou aplicativos que te ajudam nesse processo. 

O importante é você ter clareza de que o dinheiro é seu e é você quem precisa ter controle sobre ele.

3. Defina seus objetivos

Como disse o Gato da Alice no País das Maravilhas, “para quem não sabe onde vai qualquer caminho serve”. Estabelecer metas, traçar objetivos e definir quais são os seus sonhos são ações fundamentais para esse desafio de poupar dinheiro.

São essas intenções que vão te incentivar a ter disciplina nesse processo e a se organizar melhor para poupar um valor estipulado todos os meses. E lembre-se: estabelecer objetivos de curto prazo e relativamente fáceis de serem alcançados é muito importante para manter sua motivação ao longo do caminho.

4. Zere suas dívidas

Poupar dinheiro vai ser uma missão muito mais desafiadora se você tiver pendências financeiras em aberto comprometendo o seu orçamento do mês.

Por isso, caso você esteja entre os 64 milhões de brasileiros inadimplentes, procure alternativas para negociar suas dívidas antes de começar a pensar em poupar dinheiro.

Vale lembrar que uma situação de endividamento também pode nos causar muitos impactos emocionais, que acabam nos prejudicando em várias áreas da vida.

O seu foco em poupar dinheiro para atingir seus objetivos e realizar seus sonhos pode ficar prejudicado se a sua primeira preocupação não for zerar as dívidas.

5. Procure descontos e promoções

O caminho para economizar nem sempre está relacionado a fazer menos coisas que custam dinheiro. Muitas vezes, a alternativa é buscar opções para gastar menos fazendo as mesmas coisas de sempre.

Garimpe descontos e promoções por aí e aproveite todas as oportunidades para comprar mais barato. Sites de cupons, clubes de desconto e liquidações feitas em datas comemorativas, por exemplo, podem ser uma excelente chance de economizar.

6. Corte gastos desnecessários

Lembra que falamos sobre a importância de rever seus hábitos? É isso que vai te ajudar nessa missão de cortar gastos desnecessários. 

Será que você precisa mesmo de um plano de TV por assinatura tão completo se você só assiste TV aos finais de semana? Será que a sua compra do supermercado não está ficando tão cara porque você está comprando muito mais do que precisa?

Essas são perguntas que você pode se fazer para identificar se seu orçamento pessoal está inadequado e se você não está perdendo a chance de economizar porque está gastando mais do que o necessário.

7. Faça pesquisas e comparações de preço

Outro fator que costuma ser inimigo da nossa reserva financeira é a falta do hábito de comparar preços. 

Muitas vezes, acostumados a comprar sempre no mesmo lugar, gastamos nosso dinheiro sem parar para pensar se poderíamos estar pagando mais barato pelos mesmos produtos ou serviços ou se há opções mais em conta que atendam às nossas necessidades.

Por isso, lembre-se: pesquisar e comparar antes de comprar pode ser a chave que está faltando para você começar a poupar dinheiro.

8. Tente não comprar por impulso

Quem nunca comprou algo que não precisava só porque estava em promoção que atire a primeira pedra. As compras por impulso são, geralmente, grandes inimigas da nossa reserva financeira e costumam nos fazer gastar além do que poderíamos.

Uma boa dica para fugir dessa armadilha é criar o hábito de, antes de uma compra, se fazer três perguntas: “eu preciso disso?”, “precisa ser agora?” e “eu tenho dinheiro para pagar por isso”? Especialistas garantem que a técnica nos livra de grandes ciladas.

E aí, gostou das dicas? Acha que já dá para começar a poupar dinheiro a partir do próximo mês? Continue acompanhando nossa página e fique por dentro de informações relevantes para o equilíbrio do seu bolso.

Categorias: Educação Financeira