Comportamento

Segurança na internet: saiba como se proteger

Segurança na internet: saiba como se proteger
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

O meio digital encurta distâncias e torna nosso dia a dia mais prático. Porém, você precisa conhecer algumas dicas de segurança na internet para ter uma experiência positiva. É que a tecnologia também nos deixa mais vulneráveis a ataques de criminosos. Fique conosco para entender os detalhes e aprenda como se proteger.

Segurança na internet: por que é importante

Nossa vida inteira está registrada na web. Cada transação bancária, compra on-line ou cadastro em rede social que fazemos rende uma série de informações.

Quando você navega sem o devido cuidado por sites e apps, é como se deixasse a porta de sua casa aberta. A área fica suscetível a visitas indesejadas, que podem inclusive lhe fazer mal. No caso, roubar seus dados pessoais.

“Ah, mas quem teria interesse em minha vida? Não sou uma pessoa famosa, nem rica!”, você pode pensar. Mas não é assim que a dinâmica funciona.

Os usuários comuns são bastante frágeis diante de ataques, pois não têm a mesma estrutura de segurança na internet que as grandes corporações. E os cibercriminosos se aproveitam disso para aplicar pequenos golpes. Ou seja: você, sua mãe ou seu vizinho têm tudo para se tornarem as próximas vítimas.

Principais perigos que você corre na internet

Existem diversos riscos para quem não se protege na rede. Entre os mais danosos, podemos citar:

Furto de informações pessoais

Dados como nome completo, data de nascimento e CPF podem ser roubados e até vendidos para outros bandidos. Eles usam esse conteúdo para realizar fraudes, como fazer compras caríssimas em nome de outra pessoa.

Dica: 8 hábitos sustentáveis que ajudam o planeta e economizam dinheiro

Roubo de identidade

Alguns golpistas podem invadir sua conta no WhatsApp. Fingindo ser você, eles entram em contato com seus amigos e pedem dinheiro emprestado para uma emergência. Depois somem com a grana, obviamente.

Exposição da intimidade

Já imaginou ter suas mensagens privadas ou fotos íntimas vazadas para o mundo inteiro ver? Desconhecidos saberiam onde você mora, com quem você se relaciona e o que faz quando ninguém está olhando. É para acabar com o sono de qualquer um!

Perda de arquivos

A invasão ao dispositivo pessoal também compromete os documentos ali armazenados. Vírus, malwares e outros softwares maliciosos são capazes de corromper os arquivos, ou até mesmo apagá-los completamente do sistema.

Ainda há um esquema conhecido como ransomware. Nesse caso, o criminoso “sequestra” os dados e cobra um resgate. Os valores costumam ser milionários.

Dica: Entenda a importância do empreendedorismo feminino

9 dicas de segurança na internet para você se proteger

Apesar das ameaças constantes, é possível navegar na web sem cair em armadilhas. Basta tomar as precauções a seguir. Confira!

1. Nunca revele suas senhas para estranhos nem divulgue informações pessoais na internet. Se você tem dificuldade para se lembrar dos códigos de acesso, anote-os num caderno e mantenha-os em local seguro, dentro de casa.

2. Ao acessar o aplicativo do banco ou efetuar operações financeiras on-line, utilize apenas seu dispositivo pessoal. De preferência, faça isso em sua rede particular – jamais com o Wi-Fi da firma ou de um lugar público, que é compartilhado com muita gente.

Dica: Guia para economizar dinheiro e construir seu patrimônio

3. Instale antivírus e firewall na sua máquina e mantenha os programas sempre atualizados. Essas soluções fazem uma varredura em busca de spywares e outros softwares maliciosos. Além disso, bloqueiam conteúdo suspeito antes que vire um problema.

4. Não instale software pirata em seu computador. Esse tipo de produto pode conter brechas de segurança, facilitando o acesso remoto de invasores.

5. Baixe somente aplicativos confiáveis em seu smartphone. São aqueles desenvolvidos por empresas conhecidas e que têm uma boa classificação na loja virtual. Se tiver dúvida, verifique os comentários dos usuários antes de instalar o app.

6. Desconfie de links recebidos por mensagem, principalmente se estiverem cheios de letras e números aleatórios. Eles podem encaminhar você para uma página falsa, com o objetivo de capturar seus dados, ou então instalar um programa malicioso em seu dispositivo. Dica: os endereços eletrônicos de sites sérios costumam ser mais legíveis e aparecem com uma “thumb”, uma imagem que mostra a prévia do conteúdo. 

7. Anexos de e-mails também merecem atenção. Desde que se começou a discutir segurança na internet, esse é um ponto reiterado com frequência. Muitos dos arquivos carregam vírus e afins. Portanto, antes de abrir o documento, passe o antivírus.

8. Observe o símbolo de cadeado no navegador. Ele demonstra que se trata de um site seguro para você inserir suas informações pessoais. Todo e-commerce, por exemplo, deve apresentar o desenho.

Dica: 6 maneiras de ajudar o comércio local

9. Para confirmar que você visitou um site verdadeiro, confira o endereço eletrônico. Caso haja erro de grafia, ou um “.xyz” no lugar do “.com.br”, é bem provável que seja uma página fajuta imitando a oficial. Fuja logo dali!

Gostou das dicas? Esperamos que o artigo de hoje ajude você a navegar com mais segurança na internet. Aproveite para continuar de olho no blog da Cresol. Em breve, traremos novidades sobre educação financeira e mais informações de qualidade para o seu dia a dia. Até a próxima!

Categorias: Comportamento