Soluções Financeiras

Créditos de custeio e investimento: entenda como funcionam

Créditos de custeio e investimento: entenda como funcionam
Tempo de Leitura: 3 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

O crédito rural é uma ótima maneira de fortalecer o setor agropecuário, ajudando do plantio à comercialização. Porém, na hora de contratar esse benefício, você deve escolher entre crédito de custeio e crédito de investimento. Isso porque há diferenças entre as duas modalidades. Siga conosco para saber os detalhes.

Custeio e investimento: diferenciando os tipos de crédito rural

Abaixo vamos apresentar as características desses dois tipos de crédito. Em seguida, o artigo traz as vantagens de se recorrer a qualquer uma das alternativas. Por fim, você verá qual é o caminho para obter crédito rural. Acompanhe!

Crédito de custeio

Esse benefício deve ser solicitado quando você busca capital para os custos da produção agrícola. O dinheiro pode ser aplicado tanto em despesas perenes, quanto em gastos pontuais do ciclo produtivo — inclusive no período de entressafra.

Vamos a alguns exemplos? Dá para utilizar crédito de custeio na compra de insumos para a lavoura, como sementes. Os valores também cobrem o trabalho de colheita, beneficiamento primário, armazenamento de grãos e replantio.

Ainda, produtores de gado conseguem crédito para a aquisição de animais. Assim é possível ter matrizes de boa procedência para dar origem a um rebanho de qualidade.

Crédito de investimento

Esse tipo de crédito rural contempla a compra de bens e serviços duráveis. Ou seja: é uma maneira de investir na melhoria da produção como um todo.

Você pode, por exemplo, adquirir equipamentos novos. Já pensou em ter uma colheitadeira mais moderna, ou mesmo outras máquinas para agilizar a safra? Colhendo mais grãos em menos tempo, dá para estender a produção a uma área maior!

O crédito de investimento agropecuário é usado, também, na formação e na recuperação de pastagens para o gado. Obras de irrigação, drenagem e proteção do solo, entre outras, completam a lista de possibilidades.

Vantagens dos créditos de investimento e custeio

Já deu para entender qual modalidade de crédito rural você precisa, certo? Pois agora vamos listar algumas vantagens de quem contrata esse benefício:

Expansão das operações

O primeiro motivo para recorrer ao crédito rural não poderia ser mais óbvio: obter recursos para expandir os negócios. É que o investimento no mercado agrícola às vezes custa caro, principalmente para pequenos produtores em estágio inicial. Existem os gastos com maquinário, plantio, extração, armazenamento e escoamento da produção, cujo retorno financeiro só aparece ao fim do ciclo. 

Taxas reduzidas

Os juros cobrados dos trabalhadores rurais costumam ser menores, se comparados às taxas de outros tipos de empréstimo. Em alguns casos, pode haver até mesmo isenção de tarifa, ou pelo menos a redução de algumas quantias. Esse percentual modesto favorece o acesso ao crédito a mais pessoas, já que elas terão condições de pagar.

Prazos facilitados

Falando nisso, os prazos para pagamento do crédito rural também são facilitados. Dependendo do custeio ou investimento realizado, o tempo para quitar a dívida vai de um a dois anos. Mas essa é só uma estimativa média. Situações especiais podem estender o financiamento para períodos de até dez anos.

Dica: Como ser um produtor rural de sucesso?

Maior competitividade

Expansão das atividades a um preço que você pode pagar: quer cenário melhor? Em resumo, as linhas de crédito rural garantem fôlego para sua empresa otimizar a operação. O resultado são produtos de alta qualidade, e por um valor justo, o que permite disputar espaço de igual para igual com os grandes nomes do mercado.

Como contratar crédito rural

Para solicitar créditos de custeio e investimento, o produtor rural deve buscar uma instituição bancária ou uma cooperativa de crédito confiável que ofereça esse tipo de serviço. A Cresol é uma ótima opção.

Depois de analisar as modalidades que poderão ser contratadas, é necessário cumprir alguns requisitos. Um deles consiste na apresentação de um plano simplificado, projeto técnico ou orçamento que justifique a quantia a ser obtida. Também é importante definir um cronograma para o uso e o reembolso dos recursos, medida que facilita a negociação dos prazos de pagamento.

Por fim, vêm as garantias. Elas são definidas em comum acordo entre o solicitante e a instituição financeira. Pode ser penhor agrícola, hipoteca ou alienação fiduciária, entre outras variantes.

Cabe lembrar que há fiscalização para verificar se o dinheiro está sendo empregado da maneira correta. Essas visitas à propriedade rural ocorrem por amostragem.

Dica: Descubra os benefícios de fazer parte de uma cooperativa de crédito

Ainda tem dúvidas? Então confira nosso artigo com tudo que você precisa saber sobre crédito rural. O conteúdo traz informações detalhadas sobre o Pronaf e outras modalidades de financiamento que não foram contempladas no texto de hoje. Aproveite a leitura!

E não deixe de conhecer as linhas de crédito rural da Cresol. Nós oferecemos crédito de custeio e crédito de investimento para as mais diversas finalidades. Certamente uma dessas opções vai ajudar você a alavancar seus negócios no ramo agropecuário.

Esperamos que o post de hoje tenha sido útil. Se você conhece mais alguém que possa se beneficiar dessas informações, compartilhe!

Categorias: Soluções Financeiras