Educação Financeira

Um centavo faz diferença?

Um centavo faz diferença?
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Vamos imaginar que o doce que você gosta está custando R$ 4,00 e a loja anuncia uma oferta de dois doces por R$ 6,99. Nosso cérebro tende a associar que o valor está mais próximo de R$ 6 do que de R$ 7. Dessa maneira, a pessoa pensa estar gastando menos.  De acordo com a publicação da The University of Chicago Press é assim que a mente humana interpreta os preços. 

A regra é bem básica, as pessoas leem da esquerda para a direita, por isso, os números da esquerda são sempre os primeiros a serem lidos. Além disso, muitos compradores acabam não dando muita atenção aos centavos depois da vírgula.

Um experimento realizado pela Harvard Business Review apontou que o número nove no final do preço gera o mesmo efeito causado por sinais de ‘oferta’ e ‘promoção’. Segundo o estudo, o nove causa a sensação de que aquele produto poderia custar mais, porém não custa. Com isso, o consumidor sente que está fazendo um bom negócio. 

Esse efeito do dígito esquerdo tende a funcionar mais se houver uma comparação entre itens. O estudo divulgado pelo The Wall Street Journal aponta que quando os produtos da mesma categoria, mesmo que de marcas diferentes, são colocados lado a lado nas prateleiras ou no site, a maiores chances do consumidor levar o produto de R$ 1,99 em vez do de R$ 2,00, por exemplo.

Portanto, um centavo pode fazer toda a diferença no valor final de um produto. Não necessariamente pelo real valor desse centavo, mas pelo efeito que isso causa na mente do consumidor.

Categorias: Educação Financeira , Empreendedorismo