Saque-aniversário FGTS: vale a pena aderir?

Saque-aniversário FGTS: vale a pena aderir?

Tempo de Leitura: 7 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

Um dos direitos assegurados ao trabalhador é o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). É através dele que muitas pessoas realizaram diversos sonhos, como a casa própria.

Até pouco tempo atrás, os trabalhadores só tinham acesso ao dinheiro do FGTS em casos de demissão, compras de imóveis e outras situações específicas. Isso limitava o uso desse dinheiro. Grande parte das pessoas, por exemplo, só conseguia usar a quantia que lhe era devida após se aposentar, já que muitos trabalhadores costumavam ficar bastante tempo nas empresas.

Atualmente, muitas mudanças aconteceram no comportamento financeiro da população. Isso levou à criação de uma medida do governo que passou a ser uma alternativa para usar esse dinheiro: o saque-aniversário do FGTS.

Você já conhecia, sabe o que é e como funciona essa opção? Aqui, vamos te explicar tudo de um jeito bem simples. Confira!

Você sabe o que é o FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é direito de todo profissional que trabalha com carteira assinada e refere-se a uma conta vinculada ao contrato de trabalho de cada trabalhador.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é direito de todo profissional que trabalha com carteira assinada e refere-se a uma conta vinculada ao contrato de trabalho de cada trabalhador.

O FGTS foi criado em 1960 pelo governo federal para ajudar os trabalhadores a pouparem uma quantia em dinheiro, que poderia ser usada em casos de necessidade.

De acordo com as regras do fundo, as empresas têm a obrigação de depositar, mensalmente, o valor correspondente a 8% do salário de cada funcionário. Ou seja, esse valor vai direto do salário mensal para esta conta do trabalhador, antes mesmo de ele ter acesso à sua remuneração. 

O saldo total da conta do FGTS é patrimônio do trabalhador, que pode sacar o valor em situações específicas — como a compra de um imóvel e a aposentadoria — ou usar a quantia em casos de demissão sem justa causa e algumas doenças graves.

Dica: Previdência privada: entenda como funciona e saiba como se planejar para o futuro

Vale ressaltar que o FGTS é um direito do trabalhador que estava alinhado com o modelo de sociedade da época e com o formato do trabalho tradicional como o conhecemos. No entanto, de alguns anos para cá, temos observado e vivenciado novas transformações que impactam diretamente nesse benefício. 

Assim, o saque-aniversário do FGTS passa a ser uma alternativa para o uso desse direito de maneira que faça mais sentido aos novos tempos e aos novos perfis de trabalhador.

E o que é o saque-aniversário do FGTS?

O saque-aniversário foi instituído pela Lei 13.932/2019 e trata-se de uma modalidade que amplia a possibilidade de os trabalhadores terem acesso ao saldo do FGTS. A partir da criação da medida, os trabalhadores passaram a ter opção de sacar uma quantia do saldo da sua conta do Fundo uma vez por ano.

O saque-aniversário permite aos trabalhadores a opção de sacar uma quantia do saldo da sua conta do Fundo uma vez por ano.

É muito importante salientar que o saque-aniversário é realmente uma opção e que os trabalhadores não precisam, obrigatoriamente, aderir à modalidade. Vale, ainda, ressaltar que a adesão ao saque-aniversário implica em algumas questões às quais o trabalhador deve estar atento.

Dica: Inovações no setor financeiro: conheça as mais importantes dos últimos anos

O saque-aniversário do FGTS veio como uma medida que permite que o trabalhador utilize esse valor que lhe é devido. Mas, além disso, também se tornou uma forma de aquecer a economia nacional, visto que ao optar por essa modalidade, o trabalhador usa esse recurso para adquirir bens de consumo, contratar serviços e quitar dívidas.

Para que serve o saque-aniversário do FGTS?

Conforme mencionamos anteriormente, o saque-aniversário do FGTS foi uma uma forma de injetar dinheiro na economia brasileira, ampliando o poder de consumo dos trabalhadores. Afinal, com um valor a receber não previsto, é natural que as pessoas o utilizem de acordo com suas necessidades e desejos.

Mas, é preciso prudência e cautela nesse momento e planejar muito bem antes de aderir a essa opção, visto que há algumas regras que precisam ser observadas e que impactam no acesso ao benefício posteriormente. 

É importante lembrar que ao selecionar essa opção, o trabalhador passa a acessar – mediante a algumas regras – parte do valor total disponível no FGTS. Esse percentual varia de acordo com o saldo total da sua conta. 

Quem tem direito ao saque-aniversário do FGTS?

Todo trabalhador que possui algum valor na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço pode optar pela modalidade de saque-aniversário do FGTS. Não é preciso estar trabalhando com carteira assinada no momento da escolha, apenas é necessário que se tenha saldo na conta.  

Os profissionais que decidirem aderir ao saque-aniversário podem sacar um percentual pré-determinado do saldo total a partir do primeiro dia útil do mês do aniversário — e o dinheiro fica disponível até o último dia do segundo mês subsequente.

O valor permitido para saque é definido pelo governo federal de acordo com o saldo da conta do trabalhador e, atualmente, segue as diretrizes da tabela abaixo:

Saldo do FGTSAlíquota (percentual que pode ser sacado)Parcela adicional
Até R$ 50050%
De R$ 500 a R$ 1.00040%R$ 50
De R$ 1000,01 a R$ 5.00030%R$ 150
De R$ 5000,01 a R$ 10.00020%R$ 650
De R$ 10.000,01 a R$ 15.00015%R$ 1.150
De R$ 15.000,01 a R$ 20.00010%R$ 1.900
Acima de R$ 20.00015%R$ 2.900

Fonte: Caixa Econômica Federal

Portanto, para saber quanto você tem direito de sacar anualmente, basta verificar seu saldo atual, conferir a alíquota referente a esse valor e adicionar a parcela extra.

Vale a pena aderir ao saque-aniversário do FGTS?

Essa é uma pergunta muito comum quando se fala de saque-aniversário e a resposta para ela é a mesma que costumamos dar para quase todas as outras questões envolvendo nossa vida financeira: depende.

Cada pessoa tem suas necessidades, planos e desejos e isso é crucial para definir se aderir ao saque-aniversário do FGTS é uma boa opção. Mas, podemos elencar algumas vantagens para te ajudar:

  • Dinheiro na mão para aliviar a situação: o valor que você sacar por meio dessa modalidade não é um dinheiro extra, mas é um dinheiro ao qual você poderia ter mais dificuldade de acesso se não fosse o saque-aniversário. Portanto, é um valor que pode te ajudar a regularizar contas ou cobrir algum gasto.
  • Parcela adicional: essa sim é um dinheiro extra. Como mostramos na tabela acima, se você aderir ao saque-aniversário do FGTS, você terá direito a uma parcela adicional, que varia de acordo com o seu saldo. E dinheiro extra é sempre uma vantagem.
  • Investimento com maior rentabilidade: sacar o valor e investi-lo em um fundo que rende mais do que o FGTS é uma possibilidade. Hoje, o saldo do FGTS rende cerca de 3% ao ano, o que significa que se você conseguir um rendimento maior em algum outro investimento pode mesmo valer a pena aderir à modalidade.
  • Lance em consórcio: caso você tenha, por exemplo, um consórcio em andamento e deseja dar um lance sem comprometer seu orçamento mensal ou sua reserva financeira, dependendo do valor do seu saque-aniversário, você pode utilizá-lo para fazer esse lance e antecipar a contemplação. 

Como aderir ao saque-aniversário do FGTS?

Se você leu as vantagens do saque-aniversário do FGTS e entendeu que se trata de uma boa opção financeira, você pode fazer isso de forma bem simples: confira o passo a passo! 

A maneira mais fácil de aderir ao saque-aniversário é fazê-lo pelo aplicativo FGTS (para isso, procure-o na loja de aplicativos do seu celular – Play Store ou App Store). Caso você ainda não tenha uma conta, você deve fazer o cadastro e seguir as orientações. Se você já tem os dados de acesso, é só inseri-los para acessar. 

Já na sua conta do FGTS, você deverá selecionar a opção Meu FGTS e, então, a opção Saque-aniversário. Neste momento, você encontrará os termos de adesão à modalidade e deverá fazer o aceite deles para confirmar a escolha. 

Caso você ainda tenha dúvidas, basta acessar o site do Fundo de Garantia e seguir as instruções.

E é importante ter atenção ao prazo. A solicitação pode ser feita até o último dia útil do mês do seu aniversário — caso contrário, você só poderá ter acesso ao dinheiro no ano seguinte.

Mas, atenção: ao decidir aderir ao saque-aniversário, você só poderá voltar atrás na decisão depois de dois anos.

Saiba mais: Casa própria: o guia definitivo para você conquistar a sua

Cuidados com o saque-aniversário do FGTS

Se existem vantagens e benefícios de optar pelo saque-aniversário do FGTS, também é válido lembrar que alguns cuidados precisam ser tomados. 

  • Perda do  direito de sacar todo o saldo: Esse é um ponto muito importante, que precisa ser considerado antes da decisão ser tomada. Se você aderir ao saque-aniversário, você perde o direito de sacar o saldo total do seu FGTS em caso de demissão. É importante salientar que nada muda em relação à multa rescisória de 40% que a empresa é obrigada a pagar nessa situação.
  • Redução do valor para compra de imóveis: Se esse não é o seu caso, certamente você conhece alguém que já usou o FGTS para comprar um imóvel: esse é um destino bem comum dado a essa “poupança programada”. Portanto, ao aderir o saque-aniversário, você perde a oportunidade de poupar mais dinheiro para adquirir a casa própria, caso esse seja um desejo seu.
  • Dinheiro pontual: esse benefício estará disponível somente uma vez por ano para você sacá-lo. Assim, antes de contar com o valor, vale a pena analisar a sua situação financeira e prever situações futuras que podem impactar na sua saúde financeira.
  • Prazo para saque: após fazer a opção pelo saque-aniversário do FGTS, você precisa estar atento ao prazo definido para saque, que é de três meses a partir do primeiro dia útil do mês de nascimento. Caso não seja feito, o valor volta para a conta do FGTS com o restante do valor. 

FGTS também é educação financeira!

Por aqui, você pôde ficar super bem informado sobre tudo que envolve o saque-aniversário do FGTS, como aderir, quem tem direito, para que serve, vantagens e cuidados antes de escolher. 

O FGTS é um benefício que está diretamente ligado à educação e ao planejamento financeiro pessoal e, aqui na Cresol, este é um dos nossos pilares de atuação. Trabalhamos sempre para que suas finanças estejam saudáveis e permitam que você leve uma vida tranquila, além de realizar sonhos e planos. 

Conheça as soluções financeiras da Cresol para você, para sua empresa e para o agro e faça parte de uma cooperativa de crédito completa! 

Por isso, continue contando com a Cresol e acompanhe nossos conteúdos para ficar por dentro de todas as informações que impactam o seu bolso.

Leia mais