Educação Financeira

Aprenda a fazer um planejamento financeiro

Aprenda a fazer um planejamento financeiro
Tempo de Leitura: 3 minutos

Pagar as contas e ainda juntar dinheiro no fim do mês nem sempre é uma tarefa simples. No entanto, existem estratégias para quem quer ter um melhor controle dos próprios gastos. O planejamento financeiro é um desses recursos. Continue a leitura para saber como incorporá-lo ao seu dia a dia.

O que é planejamento financeiro?

O planejamento financeiro é uma ferramenta de monitoramento do dinheiro. Basicamente, ele ajuda você a organizar as suas despesas.

A ideia é registrar todas as movimentações – o que entra e o que sai da conta – para você entender não só quanto gasta, mas como gasta. Assim, fica mais fácil tomar decisões relacionadas a compras e investimentos.

Com o planejamento, também é possível traçar metas financeiras. Ou seja: você estabelece um objetivo e, a partir daí, segue um plano de ação para atingir resultados. Essa é a atitude mais prudente para quem deseja ampliar o patrimônio ou realizar sonhos que custam caro.

Benefícios do planejamento financeiro

Uma pessoa que se planeja financeiramente tem uma vida mais tranquila e satisfatória. Entre as vantagens de aderir a esse método, podemos citar:

  • Dinheiro sobrando para lidar com imprevistos;
  • Eliminação de gastos desnecessários que comprometem o orçamento;
  • Possibilidade de comprar uma casa, viajar ou realizar outros sonhos que dependem de grana;
  • Estabilidade financeira, que diminui as chances de endividamento;
  • Menos preocupação com boletos e faturas, pois, afinal, as contas estão dentro do limite planejado.

Resumindo, o planejamento financeiro é uma maneira de assumir as rédeas da própria vida. E quem tem a situação sob controle encara tudo com mais leveza.

Tipos de planejamento financeiro

Essa ferramenta contábil pode ser aplicada nas mais diversas situações. Confira alguns exemplos:

Planejamento pessoal

Essa é a organização das finanças pessoais. Com ela, você monitora seus hábitos de compra e define qual é a melhor forma de utilizar seu salário.

Planejamento familiar

Nesse caso, o planejamento financeiro envolve o orçamento de toda a família. É necessário somar as rendas dos adultos e usá-las para custear as despesas da casa, a escola dos filhos etc.

Planejamento empresarial

Essa é a estratégia que os empreendedores utilizam para encontrar a sustentabilidade do negócio. Trata-se de otimizar recursos e planejar investimentos que tragam retorno financeiro (lucro) dentro do prazo desejado.

Dica: Saiba tudo sobre financiamentos para micro e pequenas empresas

Como montar um planejamento financeiro?

Abaixo, listamos 7 dicas para você elaborar seu planejamento financeiro, tanto no âmbito pessoal ou familiar quanto na sua empresa. Confira!

1. Conheça sua vida financeira

Primeiro, você precisa entender seus hábitos de consumo. A planilha financeira será uma ótima aliada nessa etapa do processo. Comece a registrar todos os seus gastos – contas da casa, compras, impostos etc. Assim, em poucas semanas, haverá um histórico fiel de suas despesas.

2. Visualize suas receitas e despesas

Para uma melhor organização da planilha, vale dividir os gastos entre despesas fixas (aluguel, plano de internet, mensalidade da escola) e despesas variáveis (conta de luz, supermercado e tudo mais que oscile de preço). É importante que a soma desses gastos fique abaixo da sua renda mensal.

3. Eleja prioridades

Visualizando as suas despesas, você pode definir quais são as áreas mais importantes. Por exemplo, comprar comida e pagar o aluguel são custos essenciais. Já um pacote caríssimo de TV por assinatura talvez não seja tão necessário. (Claro que as prioridades variam conforme o estilo de vida de cada pessoa.)

4. Corte os gastos supérfluos

A próxima etapa do planejamento financeiro consiste em eliminar desperdícios. É hora de cortar as compras desnecessárias ou, pelo menos, diminuir a intensidade do consumo. Desse jeito, sobrará mais dinheiro na sua conta.

Dica: 8 formas de diminuir os gastos em casa

5. Estipule suas metas

Agora vem a parte das metas. Digamos que o objetivo seja adquirir um carro de R$ 40 mil. Para tanto, estipule um prazo exequível para arrecadar essa quantia.

Juntando R$ 1 mil por mês, levará pouco mais de três anos para você obter o dinheiro. Porém, o plano tem que se ajustar à sua realidade, isto é, ao seu orçamento. Se a grana está curta, contente-se com uma meta mais modesta, mas realista.

6. Poupe parte da renda

A matemática do planejamento financeiro é bem simples: quanto mais grana você poupar, mais rapidamente alcançará as metas estipuladas. É claro que, com preços em alta e salário apertado, às vezes não sobram grandes fortunas. Ainda assim, vale a pena reservar nem que seja um pouquinho por mês. Lembre-se do ditado: de grão em grão…

7. Invista

Investimentos financeiros são uma forma de multiplicar os ganhos. Algumas aplicações rendem juros acima da inflação, fazendo seu patrimônio acumulado crescer ainda mais. Caso surjam dúvidas sobre onde investir, os produtos da renda fixa são ótimos para quem está começando.

E então, gostou das dicas? Esperamos que o conteúdo de hoje ajude você a planejar as finanças para atingir todos os seus objetivos.Continue acompanhando o blog da Cresol para mais informações sobre educação financeira e economia. Até a próxima!

Categorias: Educação Financeira