Sustentabilidade

Descubra o que é e como reduzir a pegada de carbono

Descubra o que é e como reduzir a pegada de carbono
Tempo de Leitura: 4 minutos

Há algum tempo, sabemos que toda ação humana realizada em nosso planeta leva a um impacto ambiental, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. Nossas escolhas sobre como e o que consumimos estão diretamente relacionadas à saúde da Terra.

Há questões que já são mais conhecidas do nosso dia a dia e que vêm, há algum tempo, sendo tema de discussão, como a economia de energia, de água e de papel e a redução do uso do plástico, bem como a importância da reciclagem. Assim, pessoas e empresas têm, cada vez mais, se unido para garantir que essas ações sejam, de fato, parte do cotidiano e se tornem um hábito de todos. 

Porém, há outros pontos que ainda não são tão conhecidos; um deles é a pegada de carbono. Hoje vamos falar um pouco mais sobre essa medida, sua importância e como colocá-la em prática para auxiliar na manutenção do nosso planeta. Continue a leitura!

O que é pegada de carbono?

Derivada da expressão em inglês carbon footprint, a pegada de carbono se refere a uma medida que tem como objetivo mensurar a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. Entre esses gases, estão o dióxido de carbono (CO2) e o metano (CH4), que estão diretamente ligados à atividade humana.

A iniciativa teve início nos anos 90, por William Rees e Mathis Wackernagel e, de lá para cá, tem sido amplamente adotada por governos, empresas e pessoas para transformar o modo como nos relacionamos com o ambiente em que estamos inseridos, visando diminuir nossos impactos ambientais negativos.

Se pararmos para lembrar dos tempos da escola, possivelmente, você recordará que os professores de ciências e geografia já falavam sobre como o efeito estufa estava acontecendo e porque precisávamos nos preocupar com ele. A pegada de carbono é a ação na prática que tem objetivo de retardar esse fenômeno.    

Qual é a importância da pegada de carbono?

Ao compreendermos que nossas ações cooperam – positiva ou negativamente – para a melhora nas condições do planeta, podemos compreender que a pegada de carbono é uma espécie de diagnóstico, que se torna essencial para sabermos o que precisamos mudar. 

Temos observado diversas mudanças climáticas nos últimos tempos, como grandes períodos de estiagem, e esses fenômenos estão diretamente ligados à emissão de gases de efeito estufa. Isso é um reflexo direto do modelo de vida atual, baseado no consumo desenfreado e inconsciente. 

A pegada de carbono traz esses indicativos de forma precisa, permitindo que possamos compreender na prática quais hábitos fazem com que nosso planeta seja impactado com estes gases. 

Dica: 8 hábitos sustentáveis que ajudam o planeta e economizam dinheiro

Esse cenário não aconteceu do dia para noite: desde o início da humanidade a emissão de gases existe, no entanto, só nos últimos anos é que se tornou um problema. Assim, quando olhamos para o futuro, para o planeta que vamos deixar para as próximas gerações e também para a conscientização dessas gerações sobre seu papel na cooperação com o meio ambiente, entendemos que é urgente que mudemos nosso comportamento. 

Em números, a situação pode ser analisada da seguinte forma: é previsto que a população mundial, até 2050, possa ultrapassar a marca de 9,5 bilhões de habitantes. Cada uma dessas pessoas fará parte da “roda da humanidade”, a qual prevê que seja necessário dar conta de suas necessidades básicas, como alimentar-se, beber água, ter acesso a moradia e deslocamento

Isso leva a um aumento do uso de recursos naturais e, quanto mais tiramos da natureza, maior é a emissão de gases e, por consequência, mais necessária é a pegada de carbono. 

Como calcular sua pegada de carbono? 

Se você chegou até aqui, deve estar se perguntando como pode fazer parte da solução e não do problema, não é mesmo? Para começar, é importante saber como calcular a pegada de carbono

Essa conta considera fatores como consumo mensal de energia, de gás, meio de transporte pessoal utilizado no dia a dia e também transporte coletivo e, por fim, o transporte aéreo.

De forma automatizada, com base nestas informações, é calculada a sua pegada de carbono e também o que é necessário para compensar essa emissão de gases. Abaixo, você confere um cálculo fictício ⤵

Fonte: Iniciativa Verde.

Você pode fazer o seu cálculo usando a calculadora online de pegada de carbono, clicando aqui

Como reduzir sua pegada de carbono? 

Engajar-se na prática, buscando formas reais e efetivas para diminuir a emissão de gases, não é algo difícil e requer atenção e comprometimento de cada um de nós

Cooperando, agindo e disseminando essa ideia, juntos, podemos agir proativamente em favor da saúde do nosso planeta e diminuir a pegada de carbono. Assim, mudar hábitos transformando nosso estilo de vida é fundamental! 

Dica: Educação e cooperação nos tempos atuais

Trocar o carro pela bike 

A sustentabilidade no transporte faz toda diferença – além de trazer benefícios para a saúde. E já observamos esses ganhos na prática, quando, no início da pandemia, houve uma diminuição na circulação de carros. 

Dê preferência ao comércio local

Pequenos negócios – exatamente por sua proporção em relação ao restante do mercado – tendem a ser mais sustentáveis em suas práticas, optando por materiais e processos menos agressivos ao meio ambiente. Além disso, você também contribui com a economia local, fazendo com que os investimentos permaneçam na região e fomentem o desenvolvimento de todos.  

Crie hábitos alimentares sustentáveis

Ao adotar uma dieta equilibrada não é só o seu corpo que sente os benefícios: o planeta também é impactado. Diminuir o consumo de alimentos industrializados, proteína animal e fast food reduz a emissão de gases na atmosfera.

Opte por eletrodomésticos e eletrônicos com baixo consumo energético

O consumo de energia elétrica é constante em nossas casas e empresas, assim, além de desligar a luz em ambientes que não estão sendo utilizados, é importante optar por aparelhos e equipamentos que desde seu processo de fabricação sejam desenvolvidos para diminuir o consumo de energia. 

Outra opção ainda mais sustentável é a escolha pela geração de energia sustentável, por meio, por exemplo, de painéis solares. 

Aqui, na Cresol, sustentabilidade está na nossa essência e no nosso dia a dia: são políticas e ações que vão desde as estruturas físicas de nossas agências, passando por adoção de práticas sustentáveis pelas nossas equipes até o incentivo de iniciativas que promovam a conscientização ambiental. 

Além disso, nosso modelo de negócio também atua em conformidade com esse pilar por meio de crédito orientado, linhas de financiamento de energia solar e acompanhamento constante junto aos nossos associados. 

Você pode acompanhar tudo isso em nossas redes sociais e também aqui no blog. Fique com a gente!

Categorias: Sustentabilidade