Educação Financeira

Importância da educação financeira no dia a dia

Mulher calculando contas
Tempo de Leitura: 3 minutos

Desde pequenos, ouvimos falar que ter educação financeira é sinônimo de ter dinheiro guardado. Aquela poupança no banco dá tranquilidade em casos de emergência e não se deve gastar dinheiro à toa. 

Porém, conforme vamos crescendo, vemos que a nossa relação com o dinheiro é muito mais complexa do que imaginamos. Além do poupar, temos que desenvolver novas maneiras de levar uma vida financeira saudável, sem abrir mão de realizar sonhos e planos.

Quanto mais conhecimento temos sobre finanças, torna-se mais fácil melhorar nossos investimentos e despesas. Para se ter uma ideia do quanto ainda precisamos evoluir quando o assunto é o dinheiro, uma pesquisa do SPC Brasil aponta que 46% dos brasileiros não controlam seu orçamento, que é um dos itens básicos de educação financeira. 

Mas, calma: no dia a dia, é possível mudar essa situação entendendo a importância da educação financeira e colocando seus conceitos em prática. Vamos compreender melhor tudo isso?   

Educação financeira: o que é?

Conforme falamos no início, educação financeira vai muito além do hábito de poupar e economizar: é sobre entender como melhorar a relação com o dinheiro e torná-la saudável para a sua vida. Por isso, ela acontece em nosso dia a dia, nos menores detalhes.

Desenvolver e aprimorar a educação financeira de forma prática é saber que cada decisão importa. Esse entendimento vai desde pequenos gastos até grandes investimentos. 

Um dos grandes vilões da educação financeira está no fato de que muitas pessoas não sabem exatamente onde seu dinheiro está sendo gasto. Sem essa visão, fica difícil identificar onde os recursos estão sendo desperdiçados.

Vale lembrar que a importância da educação financeira não é só para as pessoas: essa cultura faz toda diferença nas empresas.

Dica: 9 dicas de educação financeira para empreendedores

A importância da educação financeira na prática

Ao entender o que é a educação financeira, já fica mais fácil saber como sua aplicação prática faz toda diferença em nossa vida, não é mesmo? Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, a educação financeira não deve ser uma barreira na vida, dificultando o uso do dinheiro. 

Ela deve ser uma aliada que facilita o dia a dia e traz tranquilidade na tomada de decisão. Afinal, se você não tem controle sobre suas despesas e receitas, possivelmente, “sobra mês no final do salário”. E aí começam os malabarismos financeiros que, muitas vezes, geram preocupação.

É preciso encarar a educação financeira na prática como um pilar importante do desenvolvimento pessoal. Sabemos que o dinheiro não é tudo, mas é através dele que podemos viver melhor, alcançar nossos sonhos e proporcionar uma boa vida para quem amamos!

Além disso, a educação financeira começa em necessidades básicas, como moradia, alimentação e saúde. De acordo com o Serasa, atualmente, mais de 63 milhões de brasileiros estão inadimplentes, sendo que o valor médio da dívida é de R$ 4 mil. 

Dica: Educação Financeira: aprenda a cuidar de seu dinheiro

Controle ou planejamento financeiro individual ou familiar

Para sair (ou não fazer parte) dessa estatística divulgada pelo Serasa, o primeiro passo é estabelecer um método de organização das finanças em casa. Em geral, esses gastos são prioritários para a família, porque estão relacionados ao aluguel, alimentação, transporte e saúde. 

Faça uma lista básica de despesas e receitas, sempre garantindo que as receitas são maiores que as despesas. 

Dica: Orçamento pessoal: por onde começar?

Consumo

Ter consciência da importância da educação financeira faz você rever seus hábitos de consumo sobre o que realmente faz sentido adquirir ou o que pode ser um “capricho” que vai custar caro e ter um impacto significativo no orçamento.

Evitar o desperdício e “comprar bem” ao invés de só “comprar barato” também são conceitos e práticas que estão relacionados à educação financeira que ajudam a economizar e poupar do jeito certo. 

Investimentos

Quando falamos da importância da educação financeira, não poderíamos deixar de fora o ato de poupar e investir. Apesar de não se resumir a isso, saber onde e como aplicar seus recursos é necessário para garantir a melhor rentabilidade de acordo com seu perfil de investimento. 

Muito mais do que somente guardar dinheiro, a educação financeira faz com que você entenda a proposta de cada modalidade de investimento e saiba exatamente o que pode fazer mais sentido para você e para os seus planos.

Por aqui, estamos sempre produzindo e compartilhando conteúdos sobre educação financeira para que você possa melhorar a sua relação com o dinheiro e viver uma vida mais tranquila e feliz. 

Continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de tudo!

Categorias: Educação Financeira