Educação Financeira

Saiba como economizar no Natal

Tempo de Leitura: 3 minutos

Está chegando a noite em que a gente celebra a vida junto a pessoas queridas, trocando presentes e se refestelando na ceia, mesmo que neste momento seja apenas com familiares próximos.

As festas de fim de ano são um momento mágico, mas que também pode pesar no bolso. Será que existem maneiras de economizar no Natal para não estourar o orçamento da casa?

Leia mais: Reserva de emergência: entenda o que é e como fazer a sua

Claro que sim! Hoje vamos trazer dicas para você encerrar 2020 com alegria e sem contrair novas dívidas. Fique conosco.

6 dicas para economizar no Natal

Pesquisa, paciência e criatividade são algumas das qualidades de quem quer organizar festas mais econômicas. A lista a seguir indica os caminhos para você pôr esses atributos em prática. Vamos lá?

Leia mais: 5 dicas para fazer um bom uso do 13º salário

1. Faça você o presente

Um presente de Natal nem sempre se destaca pelo valor do produto. O que importa é a emoção que ele carrega.

Por isso, que tal preparar lembranças singelas, mas de coração? Biscoitos caseiros, uma peça de artesanato ou até mesmo um cartão com uma mensagem bem bonita são opções baratas. Qualquer pessoa pode fazê-los em casa, e pagando bem menos que numa loja. A dica, então, é explorar seus talentos.

2. Compre depois das festas

Se você tem pouca habilidade com trabalhos manuais, vai ter que recorrer ao comércio mesmo. Porém, esta é uma época de grande demanda dos consumidores, então os preços da mercadoria podem estar nas alturas.

O cenário muda depois do Réveillon. Com a queda nas vendas, muitos lojistas apelam para liquidações de estoque ou oferecem bons descontos. Pronto: está aí a oportunidade de economizar. Apenas lembre-se de explicar ao presenteado que o regalo vai atrasar um pouquinho.

Dica: 7 dicas para usar o cartão de crédito com inteligência

3. Pesquise preços

Difícil aguardar até janeiro para adquirir os presentes de Natal? Ok, então estude muito bem o mercado para encontrar as melhores ofertas.

Existem sites que comparam os preços praticados por diferentes lojas. A boa e velha estratégia de bater perna pelo centro da cidade e anotar os valores numa tabela comparativa também funciona.

Importante: compre sempre à vista. Assim, você consegue pechinchar e não se enrola nas prestações do cartão de crédito.

Leia mais: Planejar o futuro: 5 dicas para se organizar financeiramente

4. Priorize os negócios locais

Provavelmente alguém de sua vizinhança trabalhe com artesanato ou cozinhe para fora. Já pensou em comprar desses pequenos empreendedores?

Essa escolha torna a comunidade mais próspera, já que você estimula a economia local. E, claro, é uma forma de economizar nas festas de fim de ano, pois fazer negócio direto com o produtor significa que há menos gastos com transporte e com outros intermediários.

5. Substitua ingredientes da ceia

Uma ceia natalina clássica tem peru ao centro da mesa e vários pratos com frutas secas, certo? Bem, esse cardápio pode funcionar nos filmes de Hollywood, só que não se encaixa muito bem no nosso dezembro tropical. Os ingredientes, muitos importados, acabam saindo caro demais.

Sendo assim, invista em substitutos! Use frutas da estação e, em vez do peru, sirva outra ave festiva, ou mesmo um pernil de porco. Será uma refeição igualmente saborosa.

6. Economize na decoração

Por fim, atire a primeira lâmpada pisca-pisca quem nunca guardou enfeites natalinos de um ano para outro! Em época de contenção de despesas, vale reaproveitar bolas, guirlandas e arranjos das temporadas passadas.

Caso você queira renovar o ambiente, baixe moldes na internet para confeccionar peças decorativas em casa. Inclusive as crianças podem participar do processo com desenhos, pinturas e recortes. Dessa forma, a família inteira já vai entrando no espírito das festividades.

Dica: Crédito pessoal: saiba como usá-lo

E então, o que achou? Esperamos que nossas dicas para economizar no Natal tenham sido úteis. Se você gostou, aproveite para compartilhar o conteúdo com seus amigos! 

Que tenhamos, todos, um ano próspero. Boas festas.

Categorias: Educação Financeira