Educação Financeira

Cinco dicas para organizar suas finanças pessoais em 2021

Cinco dicas para organizar suas finanças pessoais em 2021
Tempo de Leitura: 3 minutos

No fim do ano, é comum que as pessoas comecem a pensar em coisas que gostariam de realizar nos próximos 12 meses. Nesse período, muitos aproveitam para fazer um balanço do último ano. Às vezes, o indivíduo sente-se orgulhoso porque conseguiu alcançar o que tanto sonhou, mas nem sempre é assim. Para alcançar os objetivos é preciso ter planejamento.

Um planejamento financeiro anual é ideal para começar o ano consciente sobre quais meses terão mais despesas, aqueles que têm menos e em qual momento será mais adequado investir em bens mais caros. Para ajudar, a Cresol preparou uma série de dicas de finanças pessoais para 2021 que você poderá aplicar na sua vida e na da sua família.

1. Controle seu orçamento

A primeira dica é a mais importante! Seja para 2021 ou para qualquer época da sua vida, lembre-se de sempre controlar seu orçamento. Pois, é só analisando os gastos e os direcionando para o que realmente é necessário, que você será capaz de se organizar e sair do vermelho. Com as finanças em dia, você conquista a possibilidade de guardar dinheiro para aplicar em investimentos, viajar ou fazer qualquer outra coisa que deseje.

2. Estabeleça objetivos

Quando você é guiado por metas e objetivos, as chances de conquistar aquilo que você deseja são muito maiores. Com o planejamento financeiro, você sabe exatamente onde está caminhando e o que é preciso para alcançar seus sonhos.

A definição de um objetivo é uma tarefa que deve ser a mais precisa possível. Se você deseja fazer uma reforma na sua casa, por exemplo, deve estipular o quanto quer juntar e em quanto tempo. É indispensável que o objetivo financeiro tenha um valor e um prazo.

3. Faça um levantamento das suas despesas

Saber para onde vai seu dinheiro é essencial para ter estabilidade financeira. Por isso, é importante fazer um levantamento de todas as despesas fixas atuais e uma previsão do tamanho delas ao longo dos próximos meses, considerando as características de cada mês. A conta de luz, por exemplo, costuma ficar mais alta no verão e cair consideravelmente no inverno. Observe os valores do último ano e registre um valor aproximado.

Realizar o levantamento das suas despesas serve para você ter uma noção real dos seus padrões de consumo e gastos de vida. Sabe aquela sensação de não saber para onde o seu dinheiro está indo? Conforme você registra seus gastos fixos e principalmente os variáveis, consegue observar os furos.

4. Utilize um aplicativo de controle financeiro

Um aplicativo de controle financeiro pode ser seu grande aliado na hora de realizar uma organização financeira eficiente. Por meio dele é possível registrar, acompanhar e analisar todas as suas despesas, assim você não corre o risco de se endividar. Não esqueça que o controle de gastos só funciona se você registrar desde seu cafezinho pela manhã até uma grande compra no final do mês.

5. Disponha de uma reserva financeira

A vida é repleta de imprevistos e para lidar com cada um deles, é importante investir em uma reserva de emergência. A dica é destinar mensalmente um valor até atingir a quantia estabelecida. Para calcular o quanto você precisa juntar para ter uma boa reserva de emergência, calcule quais são os gastos da sua família em um período de seis meses. Esse é o tempo médio de recolocação no mercado de trabalho em caso de desemprego.

Para alcançar qualquer meta pessoal, é necessário ter o mínimo de planejamento e educação financeira. Um planejamento financeiro é fundamental para acompanhar e prever sua situação ao longo dos meses, fazendo com que você tome decisões melhores e consiga realizar seus objetivos.

Categorias: Educação Financeira