Associados

Cédula de R$ 200,00 deve entrar em circulação no final de agosto

Cédula de R$ 200,00 deve entrar em circulação no final de agosto
Tempo de Leitura: 2 minutos

Sabemos que para sobrar “duzentinhos” no bolso é difícil, ainda mais agora em época de pandemia, aonde tudo anda mais apertado. Mas caso você tenha contato com uma nota dessas, a partir de agosto, não se preocupe que ela será “real”, literalmente. A novidade foi anunciada pelo Banco Central do Brasil ontem (29/07), após a aprovação do Conselho Monetário Nacional (CMN) do lançamento da cédula de R$ 200,00, que terá como personagem o lobo-guará, e deverá circular no final de agosto.

Ao longo do ano, deverão entrar em circulação 450 milhões de unidades da nova cédula, que se somará as notas de R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100,00 que já circulam atualmente.

Fonte: Banco Central do Brasil/LinkedIn

Porém, para você ter certeza que é a nova cédula e que a mesma não é falsificada, assim como ocorre com outras cédulas, não custa tomar alguns cuidados. Você sabe reconhecer?

Veja algumas dicas do Banco Central do Brasil para identificar as notas verdadeiras.

Fonte: Banco Central do Brasil

Como sobrar os R$ 200,00

Apesar de não ser fácil, não é impossível guardar esse dinheiro. Um dos caminhos é nos reeducarmos financeiramente. O sistema consumista nos conduz a uma vida de gastos e aquisições de bens e serviços, que muitas vezes vão além das necessidades reais de nosso dia a dia. Por isso, a educação financeira tornou-se decisiva para organizarmos nossas vidas com a finalidade de fazer com que os recursos que ganhamos sejam empregados com inteligência, buscando utilizá-los de forma consciente, proporcionando bem-estar financeiro e melhor qualidade de vida.  Quando falamos em finanças pessoais, ou, educação financeira, estamos nos remetendo ao acúmulo ou gasto planejado do dinheiro que ganhamos com a venda de nossa força de trabalho, buscando empregar os recursos obtidos com sabedoria, suprindo as necessidades sem gerar sofrimento ou preocupações passíveis de serem evitadas. As finanças pessoais ou familiares, por sua vez, buscam a sobrevivência e o bem-estar dos membros ou do indivíduo. Confira mais aqui.

Categorias: Associados