Comportamento

Quanto custa ter um pet? Veja os principais gastos com animais de estimação

Quanto custa ter um pet? Veja os principais gastos com animais de estimação
Tempo de Leitura: 4 minutos

Se preferir, ouça a narração deste artigo:

Ter animais de estimação é algo cada vez mais natural nos lares brasileiros. Números mostram que atualmente são mais de 140 milhões de bichinhos de estimação no país.

O relacionamento entre famílias e pets foi elevado a outro nível: eles foram incluídos no círculo familiar, tendo acesso a cuidados e “mimos” exclusivos. Como tantos outros comportamentos e mudanças, a pandemia do Coronavírus tornou essa realidade ainda mais “normal”, afinal, ao ficar mais em casa, a companhia de um animal de estimação tornou-se uma excelente forma de lidar com o isolamento social. 

No entanto, esse novo comportamento em relação aos animais de estimação acaba gerando gastos que podem impactar no orçamento familiar. Por isso, ao decidir ter um novo membro na família, é preciso ir além de dar amor e carinho: é essencial estar preparado financeiramente.

Confira quais os principais gastos com animais de estimação e como estar preparado para dar todo conforto, carinho, cuidado e amor a eles!

Quanto custa ter um pet?

Segundo a Abinpet, Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, o comprometimento financeiro de uma família com um animal de estimação pode chegar a 24,3% da renda. 

Essa faixa pode sofrer variações considerando o estilo de vida da família e suas receitas totais. Ou seja: quanto maior a renda familiar, maiores também serão as despesas com o “AUmiguinho”. 

Se formos pensar em média de valores, um cachorro, por exemplo, pode custar cerca de R$ 350,00 por mês; já os felinos tendem a gastar por volta de R$ 200,00 mensais com cuidados. Vale lembrar que quanto maior o tamanho do pet, proporcionalmente maiores serão os investimentos. 

Dica: Contas de luz e gás aumentaram: dicas para economizar

Quais os principais gastos com animais de estimação?

animais de estimação

Se você chegou até aqui, deve estar pensando: “como um animal de estimação pode custar tanto assim?”, não é mesmo? Para esclarecer melhor, nós separamos os principais gastos envolvendo um pet. 

Antes de mais nada, é preciso reforçar que se tratam de despesas recorrentes. Assim, incluí-las no orçamento mensal, deixando, ainda, uma margem para possíveis emergências, é essencial. Confira!

Alimentação 

Neste item, a premissa é tentar equilibrar qualidade e preço. Mas, fique atento: nem sempre as marcas mais conhecidas ou famosas são a escolha correta. Assim, uma ideia é apostar em opções de valor médio, dando preferência a embalagens maiores, em que o custo x benefício sai mais em conta. 

Claro que é preciso observar o que é recomendado para o seu pet, considerando seu porte, seu pelo, entre outros itens. 

Banho e tosa

Se o pet tiver pelo curto e tiver porte pequeno ou médio, você pode optar pelo banho em casa – aliás, é uma excelente opção para reunir a família nessa tarefa. Caso você more em um lugar maior e o animal de estimação seja maior, também é possível cuidar da higiene em casa.  

Todavia, fique atento aos cuidados, especialmente com produtos, para evitar que o banho desencadeie alguma complicação de saúde – que pode custar muito caro.

Dica: 7 dicas para usar o cartão de crédito com inteligência

Brinquedos e acessórios

Amor, carinho, cuidado e tempo de qualidade são essenciais para que os pets tenham vida longa e feliz. Não se tratam de supérfluos: eles realmente precisam fazer parte do dia a dia dos bichinhos. 

Assim, antes de investir em brinquedos caros – que, muitas vezes, podem durar pouco tempo -, que tal fazer os brinquedos com materiais que você tem em casa? Mas, preste atenção para garantir que não sejam prejudiciais à saúde. 

Saúde

Os animais de estimação também precisam de acompanhamento médico para garantir que sua saúde esteja bem. Visitas ao veterinário devem ser feitas regularmente e não somente em casos de sintomas ou emergências

Em cães e gatos, precisa-se considerar a castração, que é um procedimento que envolve gastos expressivos. Em alguns locais, há ações que oferecem a castração gratuita, principalmente para quem decide adotar o pet. 

Benefícios de ter um animal de estimação

A verdade é que ter um pet é algo que não tem preço: toda doação, amor e carinho dados de maneira totalmente gratuita superam todo e qualquer gasto com eles. Mas, os benefícios vão muito além disso: estão na saúde física, psicológica e, até mesmo, no desenvolvimento das crianças.

Conviver com animais de estimação auxilia na diminuição do desenvolvimento de alergias em crianças, impactando diretamente no fortalecimento da imunidade. Outra vantagem de ter um pet em casa está relacionada à prática de exercícios físicos. Assim, como é necessário levar o bichinho para passear, você pode aproveitar para se exercitar. 

Os cães têm o faro muito apurado e essa habilidade inata pode ajudar na detecção de alguns tipos de doenças, como o câncer. Ter um pet traz muitas vantagens, mas também requer muita responsabilidade da parte de todos. 

Muitas famílias já têm um animal de estimação para dividir o dia a dia e tornar a rotina mais feliz. 

Se você também tem um amiguinho de quatro patas e busca dicas de como manter o orçamento em dia e, ainda assim, cuidar do seu pet, continue acompanhando nossos conteúdos aqui no blog sobre finanças e educação financeira.

Categorias: Comportamento